Suicidologia: prevenção e posvenção, processos autodestrutivos e luto

Garanta a sua vaga

Turma Confirmada

Dias
Horas
Minutos
Segundos

Entre em contato agora com a nossa equipe para garantir a sua vaga!

Apresentação do curso

Os temas dos processos autodestrutivos, autolesão, adoecimento autoimune, morte, suicídio e luto ainda são tabus, sobretudo em instituições que se destinam a formar profissionais da saúde e da educação. Apesar do estigma, constatamos que o assunto está cada vez mais presente na vida, seja pela experiência direta, seja pelo significativo aumento de casos de homicídios, suicídios, de atos de violência e de autoagressão, sobretudo em jovens brasileiros.

O presente curso teve sua concepção baseada na crença de que as instituições formadoras de profissionais da saúde e da educação devem investir na discussão ética e bioética, bem como no aperfeiçoamento de profissionais para a elaboração de estratégias e de ações coletivas para valorização da vida, bem-estar biopsicossocial, prevenção dos processos autodestrutivos e acolhimento ao processo de luto.

Objetivo do curso

O presente curso teve sua concepção baseada na crença de que as instituições formadoras de profissionais da saúde e da educação devem investir na discussão ética e bioética, bem como no aperfeiçoamento de profissionais para a elaboração de estratégias e de ações coletivas para valorização da vida, bem-estar biopsicossocial, prevenção dos processos autodestrutivos e acolhimento ao processo de luto.

Desenvolver a compreensão dos comportamentos autodestrutivos e do processo de luto, e auxiliar na promoção das ações para valorização da vida. Desenvolver profissionais capazes de propor ações para a prevenção tanto dos comportamentos autodestrutivos quanto dos suicídios, bem como oferecer instrumentalização para o acolhimento do processo de luto e para valorização da vida.

Público de Interesse

Esse curso é destinado a profissionais graduados interessados pelas áreas da tanatologia, suicidologia: prevenção e posvenção, processos autodestrutivos e processo de luto; a leigos e a profissionais das mais diversas formações que atuem ou pretendam atuar com a vulnerabilidade humana e compreender os processos autodestrutivos; e, sobretudo, a pessoas que pretendem aprimorar a escuta acolhedora e a conduta respeitosa em relação aos processos autodestrutivos e de acolhimento para com as pessoas em sofrimento existencial.

Conheça a Coordenação do Curso

Psicóloga com ênfase em psicoterapia, supervisão clínica e suicidologia. Psicóloga (CRP 06/43624-6), psicopedagoga e Gestalt-terapeuta.

Consultora em Saúde Existencial.

Doutora em Psicologia pelo Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo (USP), com pós-doutorado pela mesma universidade. Mestra em Psicologia Clínica pela Michigan School of Professional Psychology (MIsPP).

Coordena a Pós-Graduação em Suicidologia: Prevenção e Posvenção, Processos Autodestrutivos e Luto.

Cocoordena a Pós-Graduação em Abordagem Clínica e Institucional em Gestalt-Terapia e a Pós-Graduação em Morte e Psicologia – Promoção da Saúde e Clínica Ampliada, da Unicsul.

Produtora e apresentadora do podcast “Se tem vida, tem jeito”.

Palestrante e autora de diversos livros e artigos sobre prevenção dos processos autodestrutivos, posvenção, luto por suicídio, saúde existencial, acolhimento da vida e Gestalt-terapia.

Presidente da Associação Se tem vida, tem jeito https://www.astvtj.com/

Você vai aprender sobre:

- Compreensão dos processos autodestrutivos e dos suicídios

- Suicídio: fatores inconscientes e aspectos socioculturais

- Pessoas que usam álcool e drogas (grupos de vulnerabilidade)

- Profissionais de segurança pública (grupos de vulnerabilidade)

- Pessoas migrantes (grupos de vulnerabilidade)

- Breve história do modelo de cuidado primário, a reforma psiquiátrica, peculiaridades do tratamento de doenças mentais

- Acolhimento e ressocialização do paciente com transtorno mental

- Pessoas pretas (grupos de vulnerabilidade)

- Pessoas LGBTQIAPN+ (grupos de vulnerabilidade)

- Pessoas em situação de rua, vulnerações, estigmas e suicídios

- Fatores de risco e fatores de proteção

- Pessoas que sofrem bullying e cyberbullying (grupos de vulnerabilidade)

- Violência, estupro e pessoas prisioneiras (grupos de vulnerabilidade)

- Adolescência e adolescentes (grupos de vulnerabilidade)

- Pessoas com transtornos mentais (grupos de vulnerabilidade)

- Povos indígenas (grupos de vulnerabilidade)

- Velhice e pessoas velhas (grupos de vulnerabilidade)

- Recursos e modelos de cuidados em atenção primária

- Programa RAISE: Acolher e Cuidar

- Desenvolvimento socioemocional

- Pessoas com doenças crônicas (grupos de vulnerabilidade)

- Programa RAISE: Habilitar e Equilibrar

- Violência doméstica e pessoas violentadas (grupos de vulnerabilidade)

- A busca de sentido como fator protetor

- A morte de si e a morte do outro: experiências de coveiros e de suicídios

- A importância do acolhimento

- O uso de nossas dores

- O olhar apreciativo

- Trabalhos expressivos

- Reflexões sobre a dor, sofrimento e cuidados integrativos

- Cuidar, cuidar-se e ser cuidado como fatores de proteção

- Sabores e sentido de vida

- Desigualdade social

- Educação para morte

- Bioética, morte com dignidade e especificidades das mortes

- Ética, bioética, direitos, mídia e comunicação na rádio

- Educação para morte para crianças

- Educação para morte para adolescentes

- Educação para morte à luz da medicina

- Testamento vital

- Ética, bioética, direitos, mídia e comunicação na reportagem

- Mulheres em situação de violência e autoviolência

- Homens em situação de violência e autoviolência

- Educação para morte - linguagem psicoeducativa

 

- Transtornos alimentares

- Autolesão: compreensões, cuidados e intervenções

- Aprendizagens à flor da pele: ressignificando processos com pacientes queimados

- Aspectos multifatoriais dos processos autodestrutivos

- Adoecimentos autoimunes

- O sofrimento existencial das pessoas acometidas por distrofia de retina e por doenças raras

- Aprendizagens à flor da pele: adoecimentos da pele

- Transtorno pós-traumático

- Por que se calar se o falar é tão importante?

- Luto por suicídio

- Comunicações de adeus

- Luto antecipatório

- Processo de luto em contextos diversos

- Acolhimento na posvenção

- Posvenção

- Grupo de apoio aos enlutados

- Pedagogia de emergências e o trabalho em grupos

- Cuidados paliativos